sábado, 7 de fevereiro de 2009


Pobreza - um assunto muito abordado hoje em dia. Infelizmente, cada dia que passa há mais pessoas a mendigar, quer seja numa esquina, à entrada de um supermercado, no metro, no parque, etc.

Por vezes damos uma moedinha, damos o que podemos! No entanto, se não formos nós (classe média) a dar, quem dará? Os ricos?! A maior parte pouco se importa se uma criança pobre precisa de comer! Esses avarentos, só pensam no seu umbigo e, geralmente, não olham em seu redor.

Quando vou passear, com os meus pais, estamos sempre bem dispostos, mas se virmos um mendigo, sentimo-nos muito mal. E eu até me começo a sentir culpada, porque estou sempre a queixar-me. E, no entanto, eles têm mais razões de queixa do que eu, e mesmo assim, ficam calados e seguem a sua vida.

Porém, a pobreza não é só a carência de dinheiro, porque a vida não correu bem. Também pode ter a ver com costumes religiosos, por exemplo: os evangélicos renunciam aos bens terrenos e os franciscanos quase na miséria. Concluindo, a pobreza nunca tem nada a mais, tem sempre a menos. É o contrário da riqueza!

Carina Santos, 8ºD

Sem comentários: