quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Escrever poemas...

Na atividade inicial de motivação ao estudo do texto poético, no 8º ano (8A e 8B), a propósito da entrevista a Manuel António Pina, "O Refúgio da  poesia" (proposta de leitura no manual adotado, Diálogos | 8, da Porto Editora, página 27), e porque na conversa, o entrevistado afirma, a certa altura, que "parte para um poema de uma palavra isolada" e também fala dos afetos pelas palavras, noutro momento, propusemos aos alunos que, primeiro, escolhessem uma / a palavra preferida. Depois, numa segunda etapa, fizessem um poema a partir dessa palavra.

Vamos, neste post, publicar alguns desses poemas: 

Imprensa

Imprensa ?
É uma palavra estranha,
Agora pensa
Numa montanha

Tiraste-lhe uma foto,
E queres imprimir,
Graças à impressora...
A imprensa pode existir !
                  Camila Canôa

 A amizade

A amizade é maravilhosa!
Maravilhosos são os amigos verdadeiros.
A amizade não tem limite!
Não tem fim o amor pelos nossos amigos.
Tenha pele escura ou clara, será bom amigo
Porque a amizade não é racista.
Os verdadeiros amigos ficam até à morte.
As pessoas que gozam não são amigas.
A amizade é maravilhosa.
                        Anita Ferreira 


Poema- O mar

Uma palavra, uma emoção

O mar entra pelo coração!


Uma onda vai, uma onda vem

Pensamento e sentimento também.


Boas lembranças me traz,

Acredito que sou capaz…


Com as ondas a cantar

Fico a olhar para o mar…
                      Catarina Sampaio

    
Caminho
    
    Por um caminho
    Vamos passear
    Muito devagarinho
    Até acabar

    Nesse caminho
    Vamos explorar
    Sempre de beicinho
    Por cima do colar

    É mesmo baixinho
    Este meu caminho
    Que nunca mais acaba
    Como um azevinho
                     Beatriz Leitão

Sem comentários: