terça-feira, 21 de outubro de 2008

O Menino Perfeito


Era uma vez um menino que se chamava Pedro e que se achava perfeito. Ela era organizado e muito estudioso.


Um dia os pais tiveram de fazer uma longa viagem e o Pedro foi viver com o tio João. O tio João colocou-o numa escola muito diferente daquela em que o menino andava.

Os meninos da escola nova achavam-no diferente por ele ser muito calado e sério. Assim, o Pedro ficava sempre sozinho no recreio e nunca se juntava aos seus colegas.

Um dia, durante o intervalo, o Pedro foi ver os colegas a jogar à bola. Os rapazes estavam a formar as equipas e repararam que estavam desequilibradas porque faltava um jogador numa das equipas. Então os rapazes convidaram o Pedro a fazer parte duma das equipas. Ele aceitou, mas, cada vez que tocava na bola, tropeçava na bola e mesmo à frente da baliza não conseguia marcar golo.

No final do jogo, o Pedro apercebeu-se que, afinal, não sabia jogar à bola e ficou muito triste porque, assim, já não era um menino perfeito.

Os colegas viram-no muito infeliz e foram saber o que se passava. O Pedro disse-lhes que já não era especial, porque não sabia jogar à bola. Os colegas, então, explicaram-lhe que ninguém era completamente perfeito. As pessoas podiam ser boas numas coisas e más noutros. O Pedro animou-se.

A partir dessa altura, começou a falar com toda a gente e até aceitava receber explicações dos seus colegas.

Sem comentários: